sábado, 22 de março de 2014

Teen Wolf evolução #3 (03X23, Insatiable)

Olá estrelinhas!
Pretendo escrever sempre agora sobre os episódios novos de Teen Wolf porque é tanta emoção que não dá pra não passar isso pra frente haha
Esse é o penúltimo episódio da temporada e logo vem o longo e irritante hiatus, mas enquanto isso outros posts com outras séries e filmes vão vir, não se preocupem!
Caso tenha perdido, aqui o link do post anterior sobre Teen Wolf, De-Void.

----------------------------------------------------------------------------------------------------
AVISO ESPECIAL! Antes de qualquer coisa devo dizer que este post contém spoilers sobre o enredo da terceira temporada de Teen Wolf. Apenas avisando para que não tenha nenhum problema depois.

Episódio 23, terceira temporada: Insatiable.

Oh meu Deus como eu estava nervosa esperando esse episódio!
Assim que o episódio foi exibido lá na MTV estrangeira (havia decidido esperar pelo menos a legenda não-oficial para assistir porque sim) eu fui pro twitter e recebi tanto spoiler que quase entrei em depressão! E pra sofrer mais fui no tumblr e quase chorei. Sério.
Quando o episódio começou eu já estava mais do que ansiosa e sofri com o fato dos mosquitos terem que ser arrancados pela garganta dos "possuídos" enquanto eles quase meio que vomitavam uma meleca preta e doente.
E algo que me doeu logo no início foi que a Melissa estava realmente com medo do Stiles porque quem sabe ele não era quem dizia ser e sim o Nogitsune? Foi um tanto triste pra mim porque ela sempre foi como uma segunda segunda mãe para ele e agora ela estava com medo dele. Pro Stiles isso deve ter sido ainda mais doloroso do que foi pra mim ver isso porque ele lembra de tudo o que fez, mas enquanto não tinha controle da sua mente não podia fazer nada para parar isso.
No momento em que o Nogitsune começou a falar com a Lydia e ela retrucando dizendo que não ia falar nada para ele... Quando ele disse que ela não precisava porque estaria gritando eu realmente deveria estar me sentindo muito mal com essa cena, mas meu estômago revirou e eu quase tive um ataque porque isso foi muito legal. Digo, a cena foi totalmente sensacional para o início desse episódio que precisava carregar tanta emoção já trazida dos anteriores. E como é impossível assistir os episódios recentes de Teen Wolf e não falar da atuação do Dylan, vamos logo falar: Maravilhoso. Sinceramente, ele é um dos melhores atores jovens que tenho visto ultimamente. Merece uma porrada de prêmios porque ele passar de Stiles para um espírito maligno de um jeito tão sensacional e deixar bem na cara o quão um é diferente do outro é algo que só tinha visto do Jared Padalecki interpretando as diferenças do Sam para Lúcifer/Ezequiel e o Dylan é novo e já consegue fazer algo incrível assim então imagina o futuro desse ser humano? PRÊMIOS, PRÊMIOS, PRÊMIOS! Ele é tão bom que chega ao nível dos atores de True Blood que contam com a Anna Paquim que ganhou um Oscar com doze anos, e mais uma porrada de gente tão foda que você não consegue passar um episódio sem elogiar suas atuações.
E voltando ao episódio já devo dizer que a Kira continua me irritando. Ela é a parte de Teen Wolf que te faz ter vontade de dormir na frente do computador.
E agora como a gente sobrevive com o abraço de pai e filho do Stiles e do Xerife? Gente, que fofura foi aquela? Nossa, depois deles passarem por tanto isso era tão necessário que a gente acaba sentindo junto com eles.
E depois desse momento fofura... Alguém arruma um pente de cabelo pro Stiles por favor galera? O coitado tá sofrendo com isso. haha Só pra descontrair porque tá muito tensa a situação!
E pelo amor, médicos psiquiátricos são meio psicóticos com os pacientes, não? Sério, isso é perturbador. Eles deveriam ser mais legais, afinal, as pessoas que estão lá tem problemas mentais sérios, não precisam de gente rindo e se divertindo com isso. Que horror.
E agora que eu realmente estava gostando do casal Allison e Isaac já sabendo o desastre que viria a seguir foi meio sofredor assistir a cena deles conversando sobre a noite em que ficaram juntos.
E quanto ao Stiles tendo ataques sempre que tenta dormir, acho que isso pode ter haver com o fato de que a mãe da Kira disse que ele era mais ele do que Nogitsune, mas não disse que não havia mais nada do Nogitsune lá... Isso deixa muitas dúvidas por ai. Como se ela quisesse dizer que enquanto a outra parte viver, ainda vai existir um pouco de Nogitsune lá, ou quem sabe pra sempre.
E poderia Meredith ser uma Banshee assim como a Lydia? Só que de tanto ouvir as vozes que geralmente avisam a Lydia de forma estranha que alguém vai morrer ela acabou enlouquecendo? É galera, assim como disse no post anterior sobre Teen Wolf esse é o momento perfeito para falar mais sobre a Lydia e eles realmente vão fazer isso na próxima temporada pelas dicas que estamos recebendo.
E o treinador, como não sofrer com ele e suas "maluquices" a parte? Quase ri com ele não sabendo quem é a Kira porque ela tão invisível e desnecessária que ele ignora ela completamente haha
E admito que foi meio triste aquele metido a famosinho médico ou sei lá o que falando daquele jeito com ele, ninguém pode fazer isso okay? Ele é meio sem noção na maioria das vezes e extremamente doidinho, mas é melhor que você, não admito isso u_____u
E dali em diante com a perturbação da mente que o Nogitsune estava fazendo com a Lydia, enquanto ele dizia cada palavra eu mexia nervosamente a minha perna meio desesperada. Ficar ansiosa é uma coisa sofrível.
E é sério que esse era o grande segredo do pai do Scott? Tudo bem, é horrível que o pai bêbado dele tenha o feito cair da escada e perder a memória, mas era isso que ia fazê-lo odiar a mãe pra sempre? Duvido que seja só isso porque nesse caso ela tem muita razão de ter mandado o pai dele embora. Acho que o Scott pode não ter recebido as memórias de mais novo de volta e alguma coisa lá possa ser importante, quem sabe? Porque se for só isso é muito bobo e não é tão relevante pro enredo.
E nesse episódio estamos aqui para perceber mais uma vez porque o Isaac precisa estar nessas bagunças, porque ele é aquele ser que fala mesmo sem se preocupar com o que vai vir depois, ele é a balança dos outros personagens que tem suas palavras contadas porque se preocupam com as coisas. O Stiles pode falar o que vier na mente e confrontar todo mundo, mas o Isaac não tem com o quem se preocupar então ele fala mesmo.
E como falei antes que estava pensando em como foi péssimo tudo isso para o Stiles, mais para frente a gente recebe isso dele mesmo falando que se lembra do que fez, mas que não podia parar e o quanto isso o machucou e o quanto ele quer que fique tudo bem, nem que isso custe a sua vida. Doeu em mim okay? Foi doloroso demais ver meu personagem favorito sofrendo assim.
Algo que me deixou meio chateada foi o diálogo da Kira e sua mãe, toda a interação entre elas é meio vazia e acho que isso poderia ser melhor aproveitado. Como já disse antes, a Kira é o ponto baixo de Teen Wolf e até então a única coisa que realmente deixa o enredo meio chato. A personagem dela é muito fraquinha e tenta ficar dando uma de badass, não funciona assim. Pra mim a personagem é meio vazia e por isso não consigo acreditar muito nela e engolir essa estória toda dela.
Novamente devo dar os devidos créditos ao quanto gosto do personagem do Nogitsune, não deveria, afinal, ele é um vilão maligno, mas ele vive a vida como se fosse um jogo de tabuleiro e ele realmente sabe mover as peças com perfeição. Sim, ele provavelmente vai morrer porque vilões sempre acabam sendo destruídos pelos mocinhos, mas continuo achando ele um vilão incrível e amando a forma como ele leva seus planos aos tais níveis finais. É sensacional.
E minha gente, o que foi a morte da Allison? Eu fiquei toda arrepiada. Foi do nada, e ai mostraram a Lydia gritando por ela, o Stiles desmaiado e a Lydia tentando ajudar... Isso foi... Surreal. Eu recebi o choque e então me vieram até lágrimas por toda a situação, eu  quase chorei. Foi por muito pouco que as lágrimas que me vieram não foram derramadas. E olha que ela nunca foi minha personagem preferida como eu já havia dito antes, e mesmo assim eu senti muito, muito, muito toda a situação. Foi só ela falar "Eu estou nos braços do meu primeiro amor." que eu entrei em um total desespero.
E ali eu acho que ela queria avisar ao pai antes de morrer que a flecha que ela fez funcionou para se livrar das sombras de máscara como decidi chamá-los. Mas ela não conseguiu e eu realmente espero que alguém perceba que era isso que ela queria dizer, e se for outra coisa... Espero que descubram logo porque eu to devastada com essa situação. E ainda mais curiosa para assistir mais! E o próximo episódio é o último da temporada! Eu realmente estou entrando em alta depressão aqui.
Ela morreu nos braços do Scott assim como o primeiro amor do Derek morreu nos braços dele. É sofrível. É triste. É algo que te deixa sem saber o que pensar porque você pode não gostar tanto da personagem, mas não sentia que essa era a hora dela. Ela tinha muito mais o que fazer, e então ela se foi.
Não achei que sentiria tanto com a morte da Allison como senti nesse episódio.
Admito que pelo fato da Crystal Reed (atriz que interpretava a Allison) não aparecer nas gravações da quarta temporada já havia me deixado pensando na morte da personagem, mas sei lá, achei que era só uma coincidência e não que ela realmente tinha saído da série. Foi completamente inesperado mesmo com toda essa informação, e bem mais doloroso do que já imaginava que seria quando li os spoilers sobre o episódio.
Aqui fica a mensagem de que mesmo quando personagens que você não gosta morrem, se a cena for bem feita, você vai sentir muito pela morte deles. Teen Wolf está incrível, e o episódio passou novamente rápido demais e me deixou com vontade de assistir mais e mais da série.
Tendo a certeza de que o Stiles não vai morrer e que isso é apenas marketing da MTV mesmo que a série tenha colocado isso em nossas mentes durante quase a segunda parte dessa temporada inteira, não se enganem, certeza de que ele vai ficar bem no final de tudo, até porque, além do Dylan ter sido visto gravando a quarta temporada ele é um dos personagens mais amados pelos fãs e é o protagonista chefe junto com o Scott, isso seria como acabar com a audiência da série, justamente quando eles estão mais famosos.
Em relação a morte da Allison, estou realmente triste com isso e acho que a personagem tinha muito pela frente para morrer tão cedo, mas a cena da morte dela foi tão sensacional que me conformei com isso embora ainda ache sacanagem isso ter acontecido e pra completar fui assistir o After After Show (É um programa geralmente exibido após o Wolf Watch que é exibido logo após os novos episódios da série, ambos são programas especiais sobre a série. Se quiserem assistir o mais recente tem um link brasileiro aqui, porém sem legenda, foi onde assisti.) e meio que sofri com a Crystal toda emocional sobre sua saída de Teen Wolf. Pois é, quem diria que um dia eu falaria algo assim... Vou sentir sua falta Allison Argent. Descanse em paz, e Crystal, saiba que ninguém nunca vai esquecer a sua personagem, por mais chata que ela tenha sido várias vezes.

Até um próximo episódio com flashback Allison. =(
----------------------------------------------------------------------------------------------------
E bem, é isso galera. Esse foi o post totalmente depressivo de hoje, mais uma não-review. Foi um ótimo episódio, assim como os anteriores e novamente digo que Teen Wolf está incrível e que se você começou a assistir agora e está achando a série bobinha, não desista! Vale a pena chegar até a terceira temporada que é incrível, e as primeiras mesmo bobas são um amorzinho.
Espero que tenham gostado do post, e vejo vocês no próximo.
xx
Stephy.
(RIP ALLISON ARGENT, you will always be in our hearts. =/)

quarta-feira, 19 de março de 2014

Sir Arthur Conan Doyle: Não é tão simples assim.

Olá estrelinhas! Hoje trago uma raridade ao blog, a única entrevista áudio visual existente com Sir Arthur Conan Doyle, o escritor dos contos originais de Sherlock Holmes. A entrevista foi feita três anos antes de seu falecimento e conta com toda a dramatização de um bom filme antigo, e ainda um companheiro cachorrinho fazendo um bico nos 10 minutos de entrevista.
Assista está entrevista maravilhosa, e pena, tão curta e pouca explicativa:



Conan Doyle tinha suas crenças, assim como suas ideias fixas, e mesmo em pequenos pontos em cada uma de suas estórias conseguiu passar tudo o que acreditava criando um personagem que vive até hoje, e ainda vai viver por muitos outros anos. Mas, acredito que ele gostaria de ser lembrando não apenas por seus contos de Sherlock, como também pelos seus trabalhos sobre o Espiritualismo que se dedicou tanto e amou tanto. (De forma ás vezes um tanto focada demais, até.)
É divertido saber que alguns achavam que Sherlock era realmente um ser real e não apenas um personagem, e muito interessante saber suas origens, e assim como comentei em alguns lugares, se você observar o suficiente, verá o que ele via.
Arthur não escreveu apenas literatura criminal pelo o que foi conhecido. Alguns anos depois publicação do primeiro conto de Sherlock Holmes, logo após a morte da esposa, do filho, do irmão, de seus dois cunhados, e de dois netos após a primeira Guerra Mundial, suas pesquisas se tornaram sua vida onde se apoiou no espiritualismo e publicou sua série que foi iniciada com "A Nova Revelação", enfrentando todos os que não acreditavam no fato e falando sobre sua certeza no assunto de que espíritos e fatos paranormais eram de reais, e não em apenas um livro, e sim em uma série, Doyle expressou em seu trabalho os fatos que ia descobrindo durante sua vida, como o mesmo disse em seu vídeo. Em 1921 reproduziu em uma obra teorias sobre a natureza e a existência de fadas e espíritos.
Foi apenas em 1887 que Sherlock Holmes surgiu em seu primeiro conto publicado em uma revista (se não me engano era uma revista (?) chamada Beeton’s Christmas Annual), Um Estudo em Vermelho. Holmes era parcialmente baseado em seu professor de sua época na universidade, Joseph Bell a quem escreveu: É mais do que certo que é a você a quem eu devo Sherlock Holmes… Com base no centro de dedução, na interferência e na observação que ouvi você inculcar, tentei construir um homem.
Uma grande pena é que com o sucesso de Sherlock Holmes, Arthur Conan Doyle não soube lidar muito bem com isso, inclusive, no vídeo acima isso fica bem claro, e logo sua ideia trouxe a queda de Reichenbach no breve conto The Final Problem. Em uma carta a sua mãe Conan Doyle disse: "Acho que vou assassinar Holmes… E lhe dar fim de uma vez por todas. Ele priva minha mente de coisas melhores.".
E após o infelicidade dos fãs com este final péssimo e trágico, Holmes voltou em A Casa Vazia, explicando que apenas Moriarty havia caído, e que então Holmes se manteve na "fake death" por ter inimigos muito perigosos.
Por seu envolvimento com o Espiritismo, uma das únicas coisas que vendo sua história me fazem acreditar que o manterem vivo apos perder tanto, As Aventuras de Sherlock Holmes foi proibida na União Soviética em 1929 por suposto ocultismo. A proibição foi retirada mais tarde. O ator russo Vasily Livanov recebeu mais tarde uma Ordem do Império Britânico por sua interpretação de Sherlock Holmes.
Conan foi um amigo do mágico Harry Houdini por um longo tempo, mas após a morte da mãe de Houdini (se recebi as informações corretamente, se falar algo errado, me corrijam nos comentários por favor), Conan Doyle já estava convencido de que o próprio Houdini possuía poderes sobrenaturais, um ponto de vista expressado em O Limite do Desconhecido. (Mesmo que Houdini insistisse que os médiuns da época faziam truques de ilusionismo - e buscava expor tais médiuns como fraudes) Aparentemente, Houdini não foi capaz de convencer Conan Doyle de que seus feitos eram simples ilusões, levando a uma amarga e pública quebra de relações entre os dois.
Conan Doyle tinha uma mente brilhante, mas em minha opinião tomou muitas decisões erradas movido a emoção de perder tantos e ser o último a realmente ir embora da Terra. Ele queria mudar o mundo, e tentou fazer isso da forma que podia, acabou não sendo exatamente como queria, afinal, não são seus fatos do espiritualismo ou sua crença em teorias de fadas que continuam na boca do povo em 2014, e sim, o detetive que acredito que em alguns momentos ele preferia não ter inventando, Sherlock Holmes, pois claramente embora isto tenha o dado uma vida financeira melhor e tenha sido seu trabalho por anos, essa não era a forma como Arthur Conan Doyle gostaria de ser lembrando.
De qualquer forma, espero que ele saiba que criou um dos melhores e mais incríveis personagens de toda a história do universo, então, obrigada Sir Arthur Conan Doyle, e espero que agora esteja com sua família que sei que deve ter amado muito, e quem sabe com algumas fadas que cuidarão dele e seus amados.
Uma raridade em vídeo muito interessante de ser compartilhada com os demais.
Um grande autor, uma pena que alguns seres não são imortais - embora duvide que ele aceitaria ser imortal se fosse possível. Gostaria muito de tê-lo o conhecido e conversado não apenas sobre seus contos, como também sobre suas crenças e informações. E também sobre futuras obras e pesquisas que um dia ele gostaria de publicar.
Mesmo que fosse óbvio que Conan Doyle estivesse agradecido por tudo o que Sherlock Holmes o proporcionou, também era óbvio que nunca foi seu plano fazer sucesso justamente com estes simples contos e sim com suas pesquisas sobre o Espiritualismo, mas neste vídeo mesmo após tudo isso podemos ver que acima de tudo Conan Doyle estava feliz e gostaria que ele soubesse que não apenas eu, como milhares de fãs deste detetive um tanto incomum agradecemos por ele ter criado um personagem tão incrível que mudou a vida de milhares. Bem, espero que ele saiba.
Por hoje é só, espero que tenham gostado desse curto post que acabou sendo minha opinião sobre o autor que criou um dos meus personagens favoritos, e espero vocês no próximo post.
xx
Stephy.

sábado, 15 de março de 2014

Teen Wolf evolução #2 (03X22, De-Void)

Olá estrelinhas!
Não consigo resistir! Existe uma força maior me chamando dizendo que preciso escrever uma não review super confusa sobre o anti-penúltimo episódio da 3ª temporada de Teen Wolf! Me segurei nos outros episódios, mas agora simplesmente não consigo porque a cena de abertura já acabou com metade da minha sanidade.
Antes de qualquer coisa... Aqui está o link da minha não review de Teen Wolf anterior sobre o episódio 15, Galvanize, onde o enredo estava começando a se abrir como uma linda flor da meia-noite. E novamente digo que fui forte não fazendo posts sobre os episódios anteriores, mas postei minha opinião no banco de séries -q E como tenho MUITA a coisa a falar dessa vez o banco de séries não será o suficiente, então... Vamos lá galerinha?
----------------------------------------------------------------------------------------------------
AVISO ESPECIAL! Antes de qualquer coisa devo dizer que este post contém spoilers sobre o enredo da terceira temporada de Teen Wolf, e graves spoilers do episódio De-Void e provavelmente do conteúdo anterior trabalhado nesta temporada. Apenas avisando para que não tenha nenhum problema depois.

Episódio 22, terceira temporada: De-Void.

Primeiramente, O QUE FOI ESSE INÍCIO DE EPISÓDIO SANTO SANTINHO DOS LOBINHOS?!? Não sei se devo me sentir mal pelo Stiles estar possuído por um poder maligno ou babar no fato de que ele está muito sensacional com esse "alter ego". Sério mesmo. E como eu sou uma pessoa que opta pela alegria, vou babar no personagem enquanto ele está vivo porque Dylan é uma pessoa amável.
Vocês não tem noção do quanto eu amo o dark side dos personagens. Por causa disso estou apaixonada por um personagem próprio meu, é uma coisa triste, mas a gente aprende a viver com isso.
Ainda com a primeira cena em mente precisei parar um pouco o tempo pra pensar sobre o assunto porque esse é um momento que não veremos sempre, mas um dos motivos que eu quero MUITO que o Stiles vire lobo, mas como o Scott já comentou isso no outro episódio eles não deixariam tão na cara se ele fosse mesmo virar, e como ele é um dos poucos humanos ele provavelmente não vai mudar e isso é um pouco depressivo, mas se Sterek shipers não perdem a esperança, eu também não devo perder!
E PELO AMOR, ALGUÉM MAIS AQUI CHEGOU A DAR UM PULINHO DE ALEGRIA (não deveria) QUANDO O STILES/NOGITSUNE ARRANCOU A ARMA DE CHOQUE DA ALLISON? Não? Só eu. Imaginei. Estava meio pirada naquele momento e cheguei a fazer minha carinha de emoção que é basicamente virada a algumas cenas de Supernatural, do Damon em TVD (que mesmo a série estando uma merda eu consigo a proeza de pirar com ele em cenas ensaguentadas e todo monstrinho .-.), do Eric em True Blood e em várias cenas de Doctor Who, então imaginem a bagunça disso minha gente jsahndjsahndjsd tava uma lindeza! Teen Wolf conseguiu minha carinha de emoção, e acreditem, isso é MUITA coisa.
E antes de parar de falar desse início do episódio e ir ao que interessa... ELE DERRUBOU O DEREK MEU SANTINHO DOS LOBINHOS, carinha de emoção de novo! =D
E chega de eu apaixonada pelo lado malvado dos personagens e vamos ao Xerife, beleza, ele é seu filho, entendo o pensamento positivo, mas sério cara? Ele esta possuído por um Nogitsune, ele não tem controle na própria mente e corpo, e se você quer MESMO apelar pra emoção pra ver se ele dá uma de Sam no final da quinta temporada de Supernatural então seja um pouquinho mais dramático né meu benhê! Coloque mais emoção ai e bota pra quebrar! (Estou escrevendo esse post ás 3h da manhã, não estou totalmente sã.)
E nas cenas seguintes e basicamente e em todo o episódio praticamente: DYLAN VOCÊ MERECE TODOS OS PRÊMIOS DE ATUAÇÃO DO MUNDO, e fim.
E papai Argent fazendo jus ao seu sobrenome, embora meio tristinha pela parte humana dos humanos meio que ter morrido no personagem apenas naquele segundo, ele foi o único que realmente pensou em aniquilar o problema e pronto, seguir a vida, ter um personagem assim em momentos como esse é muito mais do que necessário e ele fez isso divinamente. MAS NÃO MATA O STILES OH MOÇO!
Ainda não gosto da Kira, mas a necessidade dela no enredo e as últimas decisões que ela tomou me fizeram dar um pontinho de alegria pra ela, só acho que não seria legal um relacionamento com o Scott agora, que eles deveriam colocar ela nisso tudo descobrindo e controlando os poderes, e depois como boa menina fofinha e responsável ela vá pensar em relacionamentos amorosos, e até lá eles criam uma personagem descente pra namorar o Alfa mais amado do Brasil. -q
Já me declarei faz tempo a personagens inteligentes, e como foi trabalhado o cérebro do Nogitsune já com o que o Stiles tinha foi sensacional, e achei meio legal ver que a Allison se tocou primeiro que os outros da situação que ele havia bolado porque ela pode ser uma guerreira de primeira, mas é uma lerdeza nas ideias. Tá sempre fazendo merda, mas acho legal as cenas dela "acalmandoou dando coragem aos lobinhos hahaha fala sério, é muito legal.
E CADÊ A LYDIA, Stiles possuído PRECISA da Lydia pra voltar ao normal, e adivinhem? Eu acertei o enredo de novo.
Já disse que não gosto de moscas? Pois é, depois de Teen Wolf criei um pavor ainda maior por elas, obrigada MTV.
E agora sobre Isaac meio que sendo abusado pela mosca, MERDA. Sinceramente, foi só isso que consegui pensar quando vi a cena, e ai veio Scott e Kira pra me fazer dar uma vomitadinha básica e pra rir da lerdeza do Scott quando se trata de garotas e depois pra gritar aleluia quando eles se beijam mesmo quando você não shipa o casal. Isso faz sentido? Não muito. Mas de qualquer forma... Que beijinho mais sem graça, que casalzinho desanimado, bota o comercial da OLX ai meu povo! E ai o quê me coloca pra pensar se sou um ser humano normal ou não já que pra mim não faz sentido eles acabarem de ter um beijinho super sem graça e ela já ficar toda de boa pra dormir de conchinha com o cara, isso não faz sentido no meu mundo.
E poxa gente, esses casais da série só dão furada! Ou não acontecem, ou quando acontecem são sem graça, ou o que a maioria não shipa acontece e quando tá ficando legal entra uma mosca dentro de um dos seres pra acabar com a alegria, shipar em Teen Wolf tá ficando pior que shipar em Awkward. A única alegria da minha vida de shipar coisas impossíveis ou difíceis de acontecer é que Chuck e Blair terminaram juntos em Gossip Girl então isso já me deixa feliz, porque com o resto eu to literalmente ferrada porque só shipo coisa sofrível.
E as moscas continuam atacando em todo o episódio, sério, eu já era perturbada com isso, agora to mais ainda.
E de cara já é interessante como você vê que esse "espírito de mosca" trabalha. Com as maiores preocupações da pessoa, aumentando a excitação dela conforme as pessoas e também um tanto a raiva, é basicamente o que o Nogitsune precisa pra trazer o caos. Uma mistura de pecados. A mitologia dessa temporada está muito melhor do que nas duas anteriores.
A agonia que me deu ver esses bichinhos entrando nas pessoas vocês nem imaginam, foi horrível.
E Lydia preocupada com o Stiles é demais pro meu coração shiper. Sério gente, é maldade ela ser a âncora dele, estar preocupada com ele, mas quando ele volta a si ela trata ele como se não importasse. Tá na cara que ela gosta dele, só que ela que é importante de saber, parece não perceber isso.
Ela colocou na mesa a opção de chamar um homem que a assustou até os ossos e ainda a perturba porque ela se preocupa com ele, isso é muito forte e machuca o coração dos shipers que sabem que os roteiristas são malvados e fazem essas coisas, mas não trazem um relacionamento deles em si mesmo. MAS, acho que é justamente por isso que eles o fazem, pra fortalecer uma ligação e fazer as pessoas continuarem assistindo esperando que algo aconteça, o que eu acredito que seja bem possível e adoraria que no final eles terminassem juntos. Porque eles fizeram o Stiles ficar com a Malia apenas para no próximo episódio excluírem ela quase que completamente e não deixam a Lydia ter um momento de verdade sem desculpas com ele, é uma coisa pra chamar público mesmo.
E falando um pouco mais das moscas e o efeito delas, é incrível como os personagens conseguiram ser mais interessantes mostrando seus pensamentos mais obscuros e claramente fazendo o que queriam fazer desde sempre, mas a parte humana deles não permitia. A forma como trabalharam com cada dúvida individual deles me faz pensar bastante sobre muitas coisas da série, e me faz gostar ainda mais deste episódio e do novo rumo que Teen Wolf tomou.
E esse tal segredo da mãe do Scott e o ex-marido e pai do neném lobinho dela, gente, ou vai ser uma coisa extremamente tensa, ou uma coisa realmente boba em relação a tudo o que eles te passado. Estou bastante curiosa para saber o que é. Vocês já tem palpites sobre? Eu tenho pensando sobre, mas nada realmente maravilhoso me veio a mente, mas com certeza pode ter haver com algo importante do enredo que ninguém esperava, ou pelo menos eu espero que seja uma revelação assim já que o clima foi criado nessa dramatização. Porque se for algo bobo ou simples, meio que perde o drama todo anterior.
E Peter... Ajudando a Lydia por interesses próprios de necessidade dela para um feito, ou por que se preocupa mesmo com ela? Essa é realmente uma pergunta infinita sem reposta porque uma hora parece uma coisa, e no próximo minuto muda tudo. Essa família Hale é uma confusão.
E logo a seguir Scott e Lydia conseguem sair de seus piores "pesadelos" e "confusões" pra encontrar essa cena da imagem ao lado. Sinceramente, essa foi uma imagem tão épica que minha carinha de emoção apareceu de novo.
Jogos de estrategia que ocupam sua mente realmente em 100% são sensacionais, e nos termos em que este especificamente foi colocado se encaixou tão perfeitamente que chega a doer nos meus ossinhos de tão lindo. E Stiles derrubando o tabuleiro em significado de que ele estava no comando de sua mente agora foi uma coisa lindíssima. 
Os episódios mais recentes de Teen Wolf tem sido mais rápidos em certos termos, porque estão tão interessantes que tudo passa rápido demais, e mesmo assim isso não é algo ruim, afinal, Teen Wolf está se apresentando com um enrendo tão incrível que chega a ser assustadora a mudança do início até o atual tempo da série.
As grandes perguntas ao final do episódio foram claras, o segredo da mãe de Scott e o grande motivo de logo Lydia ser levada e não outro ser sobrenatural.  Talvez por ela ser uma Banshee o Nogitsune ache isso divertido, afinal, ela é diferente dos principais alvos que ele já teve, e como o título do próximo episódio mesmo diz, ele é insaciável, e está com a aparência do Stiles. Mas o que realmente pode ser muito sofrível é que Lydia tem a proteção do Scott que sempre se importou com ela, e o motivo? Na minha opinião além deles terem crescido juntos, ela sempre foi importante pro Stiles, desde o início a gente tem aquela situação dele apaixonado por ela e ela o ignorando, e uma coisa que a gente aprende com essa série é que é melhor não mexer com a alcateia do True Alpha. As atuações foram impecáveis, os momentos de Allison e Kira meio bobinhos, mas fecharam as lacunas do episódio e isso foi legal.
Lydia desde o início teve uma lacuna de importância, com a descoberta do seu sobrenatural em si isso foi arrancado, mas e a lacuna de importância dos poderes dela? Porque até agora Lydia consegue encontrar corpos, e grita avisando de alguma morte como uma Banshee, mas ela não sabe de onde vem seus poderes, e muito menos o restante deles e acredito que essa "versão" do Stiles pode conseguir trazer isso a tona, e talvez ela tenha sido o ponto alto da situação o tempo todo. O motivo do Nogitsune ter escolhido O Stiles, um dos poucos que ela se importa, mas o único que ela não mostra que se importa. Isso sempre trás sentimentos que não deveriam estar tão á mostra, no caso os piores deles em toda situação, os escondidos. 
Na prévia de fim de temporada temos a mensagem de que um herói irá cair, mas isso pode ser uma mensagem além de cair e morrer, pode ser algo que não esperamos, e de quem não esperamos.
De uma forma ou de outra, esse meu pensamento sobre a importância da Lydia na série pode não ser explorado agora, e sim mais pra frente, mas eu acho o momento perfeito pra explicar muitas lacunas e trazer o relacionamento dela com o Stiles e a amizade dela com o Scott a um outro nível, assim como a tal paternidade de Peter que recebeu a dica da Lydia sobre Malia.
O fato é que Lydia é perfeita para "alimentar" o Nogitsune porque ela é a personagem com mais sentimento reprimido desde a primeira temporada.
É uma boa teoria, mas não sei muito o que esperar desse final de temporada, apenas tenho certeza que ou vai ser simplesmente incrível, ou muito decepcionante. Se seguir os episódios anteriores em qualidade vai ser maravilhoso.
Super ansiosa pros próximos episódios!


Isso resume bastante ambas as personagens em questão. Allison e Kira, as duas confusas. Ótimas lutadoras, péssimas em fazer escolhas.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
E esse foi o post lindinho de hoje!
Mais um pouquinho sobre Teen Wolf!
O que acham de fazer mais posts assim? Eu gosto da ideia. 
Espero que tenham gostado do post, vejo vocês no próximo.
xx
Stephy.

sexta-feira, 14 de março de 2014

TOP 5: Os piores finais do cinema.

Hey estrelinhas!
Essa semana decidi deixar o blog mais movimentado então estou toda feliz de finalmente postar esse post pra vocês que era pra ter saído ano passado e acabou entrando pra lista dos atrasados, agora lindamente aqui está um TOP 5 com a minha lista pessoal dos piores finais do cinema.
--------------------------------------------------------------------------------------------------


5: Repo Men - O Resgate de Órgãos.
O filme com Jude Law e uma atriz brasileira tinha um enredo que poderia ser mais aproveitado, mas tava na cara que ia ser uma grande bosta só pela sinopse.
O final parece que vai ser incrível e você acha que eles venceram todo o desastre e estão bem, é, eles conseguiram, isso... Até que há uma falha na tela e TODO o final do filme na verdade era uma ilusão criada por um maquina em que o personagem principal foi colocado injustamente e vai passar o resto da vida lá.
Resumo: depois de ficar perturbada com essa desgraça de filme ainda tive que aturar eles levando a máquina e o personagem principal pra outro lugar enquanto o personagem principal sorri achando estar feliz pelo o que se passa em sua mente, e a mocinha? Ninguém sabe, deve ter morrido ou sido comida pelos cães assassinos com órgãos falsos porque nesse filme tudo é possível e eu to com raiva até agora e já faz mais de um mês que assisti esse lixo.

4: Cidade dos Anjos.
Acho que vou apanhar por colocar esse filme na lista. Até porque que pessoa nesse planeta nunca assistiu esse filme tão triste?
Resumindo, o filme se passa o tempo todo em um anjo que recolhe as almas de um hospital apaixonado por uma médica que só no final descobre que ele é um anjo. Graças a esse amor dos dois ele desiste de ser anjo para ficar com ela, até ai você está toda sorridente e feliz com o final, beleza, ele vai até a casa dele e eles fazem amor pela primeira vez, e é uma cena muito legal porque é diferente. Ele é um ex-anjo que desistiu de tudo pra ficar com alguém que amava, é bonito.
Mas, ela está fazendo uma salada de frutas e falta alguma coisa (ISSO NO DIA SEGUINTE) então ela pega sua bicicleta e vai comprar as frutas. Enquanto isso o recém-não-mais-anjo está tomando banho pela primeira vez e é uma cena bem divertida, logo mostram ela andando de bicicleta e você tem aquela impressão de "vai dar merda", até que realmente dá em merda. ELA MORRE!
O cara deixou de ser anjo por ela, vive o amor UM DIA e a desgraçada loira morre! E o final? O último segundo do filme?! Ele escolhendo frutas no mercado do jeito que ela ensinou.
Não mereço, sinceramente, que tristeza. Decepção.
A tiazinha tira a virgindade do anjo e faz o favor de morrer, não sei quem é pior, ela ou o Deus do filme que fez essa desgraça com o coitadinho do ex-anjo.

3: Os 12 Macacos.
Embora o título seja sobre macacos, não tem bem haver com isso, então esqueçam, não é sobre Planeta dos Macacos que estamos falando e nem sobre a música nova do Bruno Mars.
O filme inteiro já não é uma beleza, mas você meio sem entender coisa nenhuma continua ali (eu entendi, mas as pessoas ao meu redor não, até porque acho que nem estavam ligando pro filme) você continua assistindo, e lá no final quando é provado que ninguém está louco - talvez só o personagem do Brad Pitt - e que o personagem do Bruce Willis realmente viajou no tempo para salvar todos do vírus que mais pra frente mata a humanidade, bem, eles confundem toda a coisa e no final tem um cara levando o vírus de avião, na mala dele! O personagem principal tenta salvar a humanidade e leva num sei quantos tiros, morre, enquanto o eu dele ainda criança assiste tudo.
Ele morre, a mocinha sorri pra ele quando era criança em meio a lágrimas e é presa, o cara leva o vírus e fala com uma mulher no avião de uma forma bem irônica, sem ela saber que na verdade ele falava do vírus, ai o Bruce mais novo observa o avião indo embora do carro e a câmera fecha nos olhos dele e o filme acaba.
Lixo. Decepção. Raiva, apenas.

2: A Lagoa Azul 2.
Tá ai outro filme que o mundo inteiro conhece de tão repetido na Globo que essa bagaça já foi então não precisa de explicação, certo?
O bebê come a frutinha venenosa, eles acham que ele vai morrer, logo depois comem também e no final um navio acha os três deitados no barquinho.
- Eles estão mortos?
Momento tenso.
- Não, estão dormindo.
E bota os créditos na tela enquanto eu vou ali na ponte mais próxima me matar, valeu ai galera!

1: Titanic.
E é nesse momento em que vou apanhar de geral do blog.
Titanic foi incrível e ganhou vários prêmios por: FIZERAM A  CÓPIA EXATA DO TITANIC, deixo isso bem claro e também deixo claro que achei INCRÍVEL toda a visão disso, mas a estória de amor que criaram para falar sobre o Titanic foi a pior bosta que já vi no cinema.
Certo, tinha que sobrar alguém pra contar a estória, mas não podia sobrar um diário, ou uma outra pessoa lá ao fundo e o final ser mais digno?
Certo, você ama alguém com todas as suas forças e SABE que não pode viver sem essa pessoa, então se não há como salvar ambos, você não escolhe se salvar sozinha! Qualquer um sabe que se ele ficasse ali por muito tempo ia virar gelo, e quando ela descobriu isso e viu gente chegando pensou em se salvar e não em ficar ao lado da única pessoa que já amou, então pra mim esse final mostra que ela sempre vai ser uma moça rica mimada que não sabe o que é amar.
Se o amor deles fosse assim tão grande eles morreriam juntos, esse seria um final digno e não uma velha triste, sozinha, sem nunca amar mais ninguém e morando numa casa cheia de gatos contando uma velha história sobre um amor ridículo e inventado para um bando de curiosos e ainda no final jogar o colar no meio do oceano.
QUAL É O SEU PROBLEMA?!
O filme só ganhou prêmios pelo cenário, pelo o que criaram para se passar o enredo e não pelo enredo porque aquilo foi um lixo!
Resumindo: Titanic pode ser o filme mais visto no cinema e ter recebido vários prêmios, mas pra mim esse sempre vai ser o filme com o pior final entre todos os outros.
----------------------------------------------------------------------------------------------------
E bem, esse é o post de hoje. Espero que tenham gostado =D
E pra vocês, qual é o pior final do cinema?
Vejo vocês no próximo post! (Que vai ser sobre Teen Wolf!)
xx
Stephy.